Fiodor Dostoiévski

Fiódor Mikhailovitch Dostoiévski (Moscou/Moscovo, 11 de novembro de 1821 - São Petersburgo, 9 de fevereiro de 1881) foi um escritor, filósofo e jornalista do Império Russo. É considerado um dos maiores romancistas e pensadores da história, bem como um dos maiores "psicólogos" que já existiram (na acepção mais ampla do termo, como investigadores da psiquê).

Após o término de sua formação acadêmica como engenheiro, Dostoiévski trabalhou integralmente como escritor, produzindo romances, novelas, contos, memórias, escritos jornalísticos e escritos críticos. Além disso, atuou como editor em revistas próprias, como preceptor e participou de atividades políticas. Suas obras mais importantes foram as literárias, onde abordou, entre outros temas, o significado do sofrimento e da culpa, o livre-arbítrio, o cristianismo, o racionalismo, o niilismo, a pobreza, a violência, o assassinato, o altruísmo, além de analisar transtornos mentais, muitas vezes ligados à humilhação, ao isolamento, ao sadismo, ao masoquismo e ao suicídio. Pela retratação filosófica e psicológica profunda e atemporal dessas questões, seus escritos são comumente chamados de romances filosóficos e romances psicológicos.


Voltar

Dostoiévski - correspondências 1838 - 1880

Fiodor Dostoiévski
Coletânea de cartas que revelam os primeiros anos; a prisão e os anos de exílio em solo pátrio; os anos de exílio no estrangeiro; o regresso à Rússia e a consagração como escritor. A obra funciona também, como guia de leitura, p..
R$54,00
Ou em 3X de R$18,00